segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sofá

- Olha ,é o seguinte, Eu cansei!
E foi dessa forma que cheguei a esse ponto. Juro que não tinha bebido, fumado nem cheirado merda alguma. E assim, ela foi embora. Bateu a porta e chamou o elevador.
Sinceramente, talvez tenha sido o momento que eu fiquei mais tempo sentado no meu sofá sem conseguir pensar em nada, enquanto a televisão passava os mesmos filmes que passam todo ano, durante as madrugadas que passei em claro por causa da insônia, durante as madrugadas que passei acordado, vazio, acompanhado de uma garrafa de gim barato, cigarros, e um interminável conflito entre meus pensamentos, desejos e lembranças.
Depois desse dia, foi difícil me adaptar à minha rotina, nunca gostei de rotina, inferno maldito, nem dessa palavra eu gosto, mas já que cheguei aqui, não tenho mais vontade de jogar o que eu construir para o alto e nem idade para isso, mas também não me arrependo, apesar da rotina, faço o que quero, nem sempre, mas sempre faço. faltava o trabalho mais que ia. Foram oito meses, dividindo minha vida, entre meu sofá, bares, cama de hotéis barato, com mulheres que eu nunca vi na vida e nem voltarei a ver. Foram oito meses, sentindo o gosto amargo da fumaça, bebida e de bocas mal amadas, que buscavam em mim, algum sentimento que as pudessem completá-las, e eu um calor que eu sabia que não ia encontrar, e acabava me contentando apenas com o prazer. Depois de oito meses, eu não digo que fiquei bem, mas acabei me acostumando, com as caras conhecidas no centro da cidade, com o café forte dos bares de beira de estrada, de acordar em um lugar estranho ao lado de uma pessoa que eu não fazia a menor idéia de quem seria, mas com o tempo cansei, e como toda rotina, acabou ficando insuportável, e aos poucos os velhos rostos que faziam parte do meu antigo cotidiano voltaram a aparecer, distorcidos, mas voltaram.

5 comentários:

  1. caralho, esse ficou sensacional!
    :D

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. tenho certeza de que não sou a única, papuska! :D
    eu fiz esse blog faz um tempinho, mas voltei a postar nele recentemente. pretendo continuar, é muito bom escrever :) estou colocando pra fora EU mesma, e até, talvez, um talento que Deus me deu.
    foi ju quem me deu seu blog, eu acho.

    beijo, lilo :*

    ResponderExcluir
  4. não acomodar com o que incomoda... =}

    ResponderExcluir
  5. os rostos distorcidos geralmente voltam...
    maldita rotina

    ResponderExcluir